Touch Tennis recebido de braços abertos

Touch Tennis recebido de braços abertos

O cenário estava montado e num local emblemático na cidade do Porto, no Largo Amor de Perdição, a escassos metros da imponente e majestosa Torre dos Clérigos.

O tempo foi sempre quente e propício a muitas trocas de bolas e olhares curiosos dos transeuntes. Em pleno coração da cidade invicta apresentava-se uma nova variante desta modalidade: O Touch Tennis. Jogada num piso especial, “almofadado”, com raquetes mais pequenas e bolas de esponja, se na preparação desta acção já existia uma ideia de que seria bem recebida pelos habituais jogadores desta modalidade, a realidade superou todas as expectativas e o primeiro contacto do Touch Tennis com a cidade resultou num êxito estrondoso. Crianças, jovens, adultos, avós, a vantagem do Touch Tennis é exactamente esta: pode ser praticado por qualquer pessoa e em qualquer lugar. Foi muito interessante constatar a quantidade de turistas que experimentou jogar e ficou rendido. Alguns repetiram mesmo a visita nos dois dias em que fizemos a acção promocional. “Please, can we play?” Pergunta feita dezenas de vezes pelos turistas e em vários idiomas: espanhóis, holandeses, franceses, italianos, indianos e ingleses foram alguns dos que tiveram o privilégio de jogar num espaço fantástico. (sou suspeito por ser portuense e apaixonado pela minha cidade, mas é de facto inesquecível poder jogar ao lado da Torre dos Clérigos).

No sábado, os alunos do Clube de Ténis do Porto tiveram honras de abertura dos courts preparados no piso especial desta modalidade, simultaneamente, um grupo de alunos do Lousada Ténis Atlântico começava a disputar o 1 º Torneio de Touch Tennis. E as coisas correram muito bem. Dezenas de participantes, courts cheios, bolas a saltar, bom tempo, o cenário perfeito num espaço único na cidade do Porto. Não podiam faltar os profissionais: Nuno Borges e Francisco Cabral no sector masculino e Maria João Koehler, Rita Vilaça, Francisca Jorge, Marta Oliveira, Matilde Jorge e Ana Rita Alves foram as representantes femininas. Jogaram entre eles, com alunos das escolas, numa tarde perfeita e que se revelou uma aposta ganha a todos os níveis.

A ensolarada manhã de domingo recebeu o composto grupo de alunos e professores do Boavista Futebol Clube, a aula de cardio ténis orientada pelo Prof. Pedro Malheiro, e, a fechar o dia, as escolas do Estrela e Vigorosa Sport e a visita do Presidente da Câmara do Porto, Dr. Rui Moreira, que entregou os troféus ao vencedor e finalista de singulares do Torneio de Touch Tennis, ambos do Lousada Ténis Atlântico: Pedro Almeida foi o campeão, Francisco Barros o finalista. Na variante de pares, Almeida e Barros juntaram forças e derrotaram na final Pedro Monteiro e João Teixeira.

Em jeito de balanço dizer que a primeira experiência de touch tennis se revelou bastante positiva e a repetir, certamente, num outro espaço da cidade invicta muito em breve…

PORTO OPEN – Campeonatos Internacionais de Portugal: a prova internacional de ténis da cidade do Porto, inscrita na ITF Women's World Tennis Tour (International Tennis Federation) e no ATP Challenger Tour pela Associação de Ténis do Porto e realizada no Complexo Desportivo Monte Aventino, em parceria com a Federação Portuguesa de Ténis, e com o especial apoio da Ágora Porto - Município do Porto.
Rua do Monte Aventino, 4350 - 233 Porto