Tenista português vence 15.ª edição do Porto Open!

Pode parecer estranho uma vez que a prova só termina no próximo domingo. No entanto, uma vez que os quatro semifinalistas são todos portugueses, falta apenas saber para que região vai o título.
 
Contrariemos o convencional e comecemos pelo final, este resumo.
Veio disputar o Porto Open através do convite da organização e em boa hora o fez. Rui Machado, o tenista mais cotado em prova (270.ª do ranking ATP) e primeiro cabeça-de-série, tinha como adversário nos quartos-de-final o espanhol David Perez Sanz. Com a humildade e determinação que o caracterizam defrontou e venceu o representante do país vizinho por claros 6-3 e 6-1.
No acesso ao derradeiro encontro do quadro de singulares, Machado vai encontrar outro tenista da sua geração: Frederico Gil. O lisboeta, fazendo valer toda a sua experiência, acabou com o brilhante percurso do jovem Duarte Vale, aplicando um duplo 6-2 ao promissor tenista orientado por Emanuel Couto.
Amanhã, repete-se o embate das meias-finais do nacional absoluto, que Machado venceu por 6-2 e 6-1.
 
Na parte inferior do quadro defrontam-se duas gerações do ténis português: Leonardo Tavares (30 anos) e Frederico Silva (19 anos). Depois do título em 2007, o espinhense foi fustigado por constantes lesões que o apoquentaram e impediram de exibir-se ao seu nível habitual.
Porém, este torneio tem algo especial. E Leonardo Tavares sente isso mesmo. Com uma semana excelente até ao momento, Leo atinge as meias-finais graças a um triunfo sobre um dos mais cotados jogadores em prova, o francês Julies Marie, segundo cabeça-de-série, em duas partidas, pelos parciais de 6-4 e 7-6 (1).
Foi a garra e a experiência que lhe deram alento para derrotar o gaulês tendo mesmo anulado dois set points.  Quanto a Frederico Silva, o jovem das Caldas da Rainha continua discreto mas eficaz. Terceiro cabeça-de-série, Frederico defrontou e venceu o também luso, André Gaspar Murta, por um duplo 7-5, num embate muito disputado e de bom nível tenístico.
 
Na variante de pares, que tem final agendada para amanhã (14h30) ainda decorrem os duelos das meias-finais.
 
 
O Porto Open é uma organização conjunta da Associação de Ténis do Porto e da Câmara Municipal do Porto e tem para distribuir 10 mil dólares em prémios monetários (cerca de 7915 €

PORTO OPEN – Campeonatos Internacionais de Portugal: a prova internacional de ténis da cidade do Porto, inscrita na ITF Women's World Tennis Tour (International Tennis Federation) e no ATP Challenger Tour pela Associação de Ténis do Porto e realizada no Complexo Desportivo Monte Aventino, em parceria com a Federação Portuguesa de Ténis, e com o especial apoio da Ágora Porto - Município do Porto.
Rua do Monte Aventino, 4350 - 233 Porto