Porto Open Junior: O Circuito que revela a next generation do ténis nacional

Porto Open Junior: O Circuito que revela a next generation do ténis nacional

Decorridas já seis provas do circuito juvenil Porto Open Junior 2016, promovido pela AT Porto, este é o momento perfeito para fazer um “ponto de situação” da competição: averiguar os rankings, relembrar regulamentos e dar ênfase aos prémios em disputa.
Sub14 – Objectivo: Masters Porto Open Junior

Na competição de Sub14 femininos, actualmente liderada pela atleta do CT Braga, Nuna Azevedo, com 480 pontos, o equilíbrio é notório. Em segundo lugar surge Maria Inês Fonte, da ET Maia, a apenas oito pontos da jovem bracarense, enquanto duas Matildes, Mendes e Jorge, disputam acerrimamente o último lugar do pódio. No total, com dois torneios do circuito jogados e com três ainda a realizar, são 30 as atletas que já têm lugar garantido na classificação.

Já em Sub14 masculinos, numa altura em que o circuito se encontra exactamente a meio, com três torneios disputados e três por disputar, quem lidera a classificação é Tomás Pinho, do SC Porto, com 640 pontos. Atrás do Campeão Regional de Infantis em título surge Guilherme Silva, da ET Maia (424p), e Filipe Krohn (334p), também do SC Porto, seguido de muito perto por Miguel Lopes (ETJ Caldeira). Neste momento, 75 (!) jogadores já fazem parte deste ranking.

O Porto Open Junior Sub14 culmina no Masters Porto Open Junior, evento que irá decorrer no “palco dos campeões”, o Porto Open 2016. É assim que os oito melhores classificados do ranking masculino e as oito melhores classificadas no ranking feminino do circuito terão a oportunidade de jogar lado a lado com os seus ídolos naquela que será, certamente, uma experiência inesquecível para os juvens pupilos do ténis nacional.

Sub18 – O céu é o limite!

Neste momento, faltam apenas ser realizadas três provas pertencentes ao circuito Porto Open Junior, relativo ao escalão Sub18. Cada ponto amealhado é importante no percurso rumo à glória!

Luís Faria, do Boavista FC, lidera neste momento a classificação, com 792 pontos. Seguem-se José Perez, do SC Porto, com 676 pontos, e Francisco Rocha (ET Maia) com 576. Francisco Faria (Boavista FC) encontra-se a apenas 8 pontos da 3ª posição.

Nesta competição de Sub18, um escalão fulcral para a definição do futuro dos tenistas enquanto profissionais da modalidade, serão atribuídos Wildcards para o Qualifying do Porto Open 2016 aos três melhores classificados do ranking Porto Open Junior. Uma oportunidade única para os jovens atletas fazerem parte da história de um torneio que já conta com 17 edições e por onde já passaram muitos dos nomes grandes do ténis internacional actual!

Prémio Fair-Play

Além da vertente competitiva, a AT Porto estará também atenta ao desportivismo revelado pelos jovens atletas do Porto Open Junior.

É importante, desde tenra idade, incutir nos jogadores valores cívicos e nobres como a solidariedade, lealdade e respeito. Estes valores devem ser aplicados não só para com os adversários, como com treinadores, árbitros, staff da prova, funcionários dos clubes, imprensa e público.

Como forma de enaltecer o respeito por estes valores, a atitude positiva e os comportamentos exemplares e nobres ao longo do circuito Porto Open Junior, será atribuído o “Prémio Fair-Play” a dois jogadores e duas jogadoras de cada escalão. Cada Juíz-Árbitro e Director de Prova dos torneios do circuito propõe três jogadores da prova/escalão em questão, sendo que a decisão final de atribuição dos prémios será tomada, por toda a Direcção da AT Porto, alguns dias antes do Porto Open 2016.

Além do honroso “Prémio Fair-Play”, que será entregue no Court Central d Porto Open 2016, os atletas condecorados terão ainda a possibilidade de poder assistir, como convidados VIP, às semi-finais e às finais do Porto Open 2016, e assim partilhar com várias personalidades e jogadores profissionais uma experiência única.

PORTO OPEN – Campeonatos Internacionais de Portugal: a prova internacional de ténis da cidade do Porto, inscrita na ITF Women's World Tennis Tour (International Tennis Federation) e no ATP Challenger Tour pela Associação de Ténis do Porto e realizada no Complexo Desportivo Monte Aventino, em parceria com a Federação Portuguesa de Ténis, e com o especial apoio da Ágora Porto - Município do Porto.
Rua do Monte Aventino, 4350 - 233 Porto