Maria João Koehler Determinada a Entrar no Quadro

Maria João Koehler Determinada a Entrar no Quadro

A jogar em casa, no clube onde bateu as primeiras bolas e aprendeu a jogar a modalidade que escolheu como destino de vida, a portuense Maria João Koehler iniciou da melhor maneira a sua participação no Porto Open, ao defrontar e vencer a japonesa Natsuho Arakawa, em apenas dois sets, pelos parciais de 6-4 e 6- 0. Amanhã, pelas 11 horas, Koehler terá que ultrapassar a italiana Verena Meliss que derrotou a suíça Annabel Schoen, por 6-1 e 6- 3. A também portuguesa, Sara Lança, não conseguiu encontrar argumentos para superar a japonesa Ramu Ueda, despedindo-se precocemente da cidade invicta. Ueda venceu por esclarecedores 6-0 e 6-2. Aliás, será apenas Mary Jo a tentar entrar no quadro. Cláudia Gaspar, Daniella Silva, Joana Baptista, Sara Neto, Rita Pedroso e Barbara Balancho, ficaram todas pelo caminho.

Na prova masculina, o brasileiro Eduardo Ribeiro voltou a destacar-se pela positiva. Depois de ter eliminado o primeiro favorito do qualifying, o espanhol Rafael Mazon-Hernandez, hoje voltou a deixar pelo caminho outro tenista do país vizinho, Bruno Pujol Navarro, por 3-6, 6-0 e 6-2. Amanhã decide com o portuense Manuel Gonçalves o acesso ao quadro principal.

Relativamente ao contingente português, Afonso Portugal derrotou Bernardo Teixeira (6-3 e 6-2) e disputa com o britânico Dan Dowson, segundo cabeça-de-série do “qualy”, a entrada no lote dos melhores, o mesmo acontecendo com Pedro Vide, que ultrapassou o australiano Marko Jovanovic, batendo-o por 6-4, 2- 6 e 7-5, mas, certa é a qualificação de um tenista português: Fábio Coelho ou Henrique Petiz. O primeiro esteve muito bem ao eliminar o belga Victor Poncelet, sexto favorito, por 3-6, 6-0 e 6-2. Petiz, defrontou e bateu o brasileiro Vinucius Saleme, por 6-1 e 6- 0. Amanhã defrontam-se no terceiro encontro do court n. 1 do Clube de Ténis do Porto.

A 19ª edição daquele que é o maior evento de ténis da cidade do Porto, que este ano conta com um incremento do prémio monetário (50 mil dólares a dividir pelas provas feminina e masculina), joga-se, uma vez mais, no mítico Clube de Ténis do Porto, até ao dia 29 de Julho.

PORTO OPEN – Campeonatos Internacionais de Portugal: a prova internacional de ténis da cidade do Porto, inscrita na ITF Women's World Tennis Tour (International Tennis Federation) e no ATP Challenger Tour pela Associação de Ténis do Porto e realizada no Complexo Desportivo Monte Aventino, em parceria com a Federação Portuguesa de Ténis, e com o especial apoio da Ágora Porto - Município do Porto.
Rua do Monte Aventino, 4350 - 233 Porto