Francisco Cabral, Tiago Cação, Francisco Faria e Miguel Semmler são os escolhidos

Francisco Cabral, Tiago Cação, Francisco Faria e Miguel Semmler são os escolhidos

Francisco Cabral

Treinado por Leonardo Tavares – campeão do Porto Open 2007 em singulares e campeão de pares, com Nuno Marques, na edição seguinte – Francisco Cabral chega à 17ª Edição do Porto Open como campeão nacional de pares masculinos, ao lado de Tiago Cação, e vice-campeão nacional absoluto pelo segundo ano consecutivo. Aos 19 anos, ocupa a 1258ª posição no ranking ATP e é 821º mundial da variante de pares.

Tiago Cação

Mais uma jovem promessa do ténis luso. Tiago Cação é actualmente 91º no ranking ITF Junior, mas já conta com boas experiências a nível do ténis sénior. Aos 18 anos, Cação ocupa a 1313ª posição mundial, mas a óptima prestação registada em Oliveira de Azeméis, onde ficou entre os oito melhores, não só significa um razoável salto no ranking ATP como, com certeza, aumenta a confiança do jogador para o próximo desafio: o Porto Open 2016.

Francisco Faria

<!StartFragment>O atleta nortenho foi condecorado com o prémio Fair-Play do Circuito Porto Open Junior, encontrando-se, neste momento, a disputar o prize-money de 2000€, Tâmega e Sousa Cup. Francisco Faria foi o grande vencedor do I Barcelos Open, também dotado de 2000€ em prémios monetários, prova onde derrotou o nº 10 nacional, Miguel Deus.<!EndFragment>

Miguel Semmler

Jovem promessa vinda directamente de Madrid. Miguel Semmler é treinado por Oscar Burrieza, o melhor jogador de sempre do ténis da Galiza, e é filho do conceituado treinador Cayetano Burrieza que, em 2014 recebeu a distinção Primus Inter Pares da ATPorto. Desde o Porto Open 2015, onde mostrou um ténis de qualidade, Semmler teve uma subida considerável no ranking ATP, encontrando-se, agora, na posição nº 699, a melhor classificação de sempre do jogador de apenas 19 anos.

Miguel Semedo, o Special Exempt

<!StartFragment>Com o estatuto de “qualifier”, e apenas 20 anos de idade, Semedo alcançou hoje a primeira meia-final no circuito profissional, tornando-se a grande surpresa do Future de 25.000 dólares de Oliveira de Azeméis. Ocupa neste momento a posição 1366º do ranking ATP.

João Monteiro com entrada directa

O regresso de João Monteiro a Portugal e ao circuito internacional tem sido um verdadeiro sucesso. Tendo partido para os EUA em 2012, logo após participar no Porto Open e de se sagrar campeão regional absoluto (2011 e 2012), Monteiro entretanto concluiu o Degree Economics Major, na Virginia Tech, e afirmou-se no top-10 do ténis universitário americano, foi considerado jogador All-American 2016 e escolhido para a equipa ideal NCAA 2016. No regresso a terras lusas, já este ano, João Monteiro sagrou-se campeão do ITF Future de Idanha-a-Nova, onde foi qualifier, e campeão nacional absoluto. Situa-se em 740º no ranking ATP.

Os Wildcards do Qualifying 

Depois de conhecidos os Wild Cards Quadro Principal do Porto Open 2016, está na hora de anunciar os escolhidos para competir na Qualificação. De realçar que os jogadores com convite para a fase prévia do torneio foram determinados mediante as prestações no Porto Open Junior, o circuito que revela a next generation nacional, ao longo deste ano. São eles:

Francisco Rocha – ET Maia
José Alexandre Meireles – CT Guimarães
Bernardo Pires – ET Maia
Fábio Coelho – CT Azemeis
Fernando Moreira – CSN Álvares
Afonso Vaz Viana – ET Maia
Bruno Medeiros – Sport Clube do Porto
Pedro Ferreira – CTC Rainha

Estão assim garantidos, desde já, oito atletas nacionais no Quadro Principal Masculino do Porto Open 2016.

 

PORTO OPEN – Campeonatos Internacionais de Portugal: a prova internacional de ténis da cidade do Porto, inscrita na ITF Women's World Tennis Tour (International Tennis Federation) e no ATP Challenger Tour pela Associação de Ténis do Porto e realizada no Complexo Desportivo Monte Aventino, em parceria com a Federação Portuguesa de Ténis, e com o especial apoio da Ágora Porto - Município do Porto.
Rua do Monte Aventino, 4350 - 233 Porto