Tiago Cação e Nuno Deus campeões de pares

2017-08-05 19:23:00

O troféu de pares masculinos mantém-se em terras lusas. Depois de, no ano passado, Fred Gil se tornar, com Marc Giner, campeão da variante de duplas masculinas no Porto Open, agora foram Nuno Deus e Tiago Cação a conquistar o almejado troféu.
 
No percurso até à final, Deus/Cação deixaram para trás Fornell-Mestres/Horansky, Borges/Cabral e…Fred Gil/Cunha e Silva. No derradeiro embate da contenda, a dupla nacional entrou nervosa no encontro, cedendo no primeiro set por 6-2. Embora, por esta altura, alguns já antecipassem uma vitória dos brasileiros, a concentração e destreza dos lusos fez-se sentir com bastante intensidade no segundo set, onde venceriam por 6-4. O super tie-break que se seguiu foi decidido nos detalhes, detalhes esse que penderam para o lado dos portugueses: a vitória de Deus e Cação estava assegurada e a taça preparada para ser levantada pelos novos campeões.
 
 

Emilie Francati e Emily Artbuthnott triunfam nos pares femininos
 
Na final feminina da variante de pares, as duplas Gaia Sanesi/Lucrezia Stefanini e Emilie Francati/ Emily Artbuthnott mantinham a esperança de não sair do Porto sem um troféu nas mãos.
 
Artbuthnott, que foi uma das surpresas no quadro de singulares, mostrou uma grande cumplicidade e acerto com Francati dentro de campo, conseguindo levar de vencidas as italianas pelos parciais de 6-4 e 6-3. A dupla sucede, assim, a uma ex-número um mundial da variante, Su-Wei Hsieh, que no ano passado deslumbrou no Clube de Ténis do Porto ao lado da sua irmã.