Inês Murta, Daniel Rodrigues e Luís Faria imperiais rumo aos quartos-de-final

Inês Murta, Daniel Rodrigues e Luís Faria imperiais rumo aos quartos-de-final

É caso para dizer que nem a chuva que hoje assolou o Porto durante algumas horas parou o ímpeto de Daniel Rodrigues, Luís Faria e Inês Murta. E mais, depois dos encontros de hoje, uma coisa já é certa: teremos um semifinalista português no quadro masculino do Porto Open 2019!

Enquanto o jovem de 19 anos, que já leva quatro vitórias na invicta (iniciou a prova no qualifying!), alcança os primeiros quartos-de-final da carreira, a nº 2 nacional aproveitou da melhor forma o convite da organização para o quadro principal feminino e mantém viva a esperança de repetir a presença na final do torneio, tal como na edição de 2016. Luís Faria aproveitou a batalha de três horas para mostrar que o triunfo de ontem, frente a João Monteiro, não foi obra do acaso.

Após a intempérie registada logo pela manhã, a segunda ronda do quadro masculino seria transferida para os courts cobertos do Lousada Ténis Atlântico. Foi lá que Daniel Rodrigues, um dos três resistentes lusos nesta fase da competição, rapidamente se adaptou ao novo “palco” e voltou a brilhar, desta feita contra o primeiro cabeça-de-série do quadro. O gaulês Baptiste Crepatte, 332º da hierarquia mundial, foi surpreendido de tal forma pelo talento do vice-campeão nacional absoluto de 2017 que seria fulminado com um 6-2 no primeiro parcial. O segundo set, apesar de mais equilibrado, comprovou a qualidade do ténis de Rodrigues, que conseguiu fechar o jogo a seu favor no sempre imprevisível tie-break, por 7-6(7).

Amanhã, sexta-feira, o adversário de Daniel Rodrigues será… Luís Faria. O português de apenas 20 anos demorou mais de três horas a confirmar o encontro com o compatriota nos quartos-de-final, mas conseguiu levar de vencido o russo Pokotilov pelos parciais de 7-6(7), 3-6 e 6-3. Além de igualar o melhor resultado da carreira, esta vitória de Faria confirma novamente um português (estreante) na meia-final do quadro masculino do Porto Open.

Inês Murta, que hoje pisou pela primeira vez os courts de piso rápido do Monte Aventino ao final da tarde, rapidamente demonstrou merecer a confiança que a organização do torneio nela depositou com a atribuição de um wild card. Murta entrou confiante no frente-a-frente com a nipónica Yuriko Miyazaki e esteve sempre por cima. No final, os parciais de 6-2 e 6-1 garantem a passagem aos quartos-de-final onde terá que enfrentar Eva Guerrero (ESP) ou Julia Terziyska (BUL).

O dia de amanhã, prevendo-se condições climáticas mais favoráveis, será dedicado aos quartos-de-final de ambos os quadros de singulares e pares. Muita acção a não perder com entrada gratuita no Complexo Desportivo Monte Aventino e com direito a transmissão em directo na página oficial do evento no Facebook.

PORTO OPEN – Campeonatos Internacionais de Portugal: a prova internacional da cidade do Porto, inscrita na ITF (International Tennis Federation) pela Associação de Ténis do Porto, que organiza no Complexo desportivo Monte Aventino, em parceria com da Porto Lazer, em e com o especial apoio do Município do Porto.
Rua do Monte Aventino, 4350 - 233 Porto