História

Com mais de 100 anos de ténis no Porto havia que fixar uma grade prova internacional na Invicta, que profectasse anualmente a verdadeira imagem de uma cidade referência do ténis, uma dos locais no mundo onde o ténis começou a dar os primeiros passos.

Em 1999, a Câmara Municipal do Porto e a Associação de Ténis do Porto conceberam um projecto para uma grande prova internacional que se começou a organizar nas instalações de ténis da cidade, no Complexo Desportivo do Monte Aventino.

O Porto Open passou a ser a nova sede dos Campeonatos Internacionais de Portugal. Era uma prova do ténis federado português com as condições adequadas e dignas para receber estes Campeonatos, que desde 1973 não se jogavam mas que fazem parte da cultura e tradição do ténis nacional. A primeira edição realizou-se em 1902, onde já jogaram mulheres no quadro de pares mistos. Contudo, o primeiro quadro feminino jogou-se em 1905, o que faz desta competição feminina uma das antigas da história do desporto.

Por isso, o Porto Open tem também como objectvo lançar os jogadores portugueses como os que se sagraram Campeões Internacionais de Portugal: campeãs, Angélica Plantier (1919 a 1922, 1924, 1929, 1931 e 1932); em 1923 perdeu a final contra a Suzanne Lenglen), G. Cantarino (1937), Peggie Brixhe (1945, 1947 e 1950); campeões, José Verda (1918 e 1924), Eduardo Ricciardi (1935 e 1936), José Roquete (1938 e 1939), David Cohen (1953).

É assim que, 100 anos após a primeira edição dos Campeonatos Internacionais de Portugal, a organização do Porto Open, recupera uma prova muito antiga do ténis internacional e da génese do ténis federado português, reavivando um troféu efminino prestiagiado e de largar tradições: Campeã Internacional de Portugal.

Em 1997, a cidade passou a ter mais um local próprio e adequado para receber provas internacionais de ténis. Um espaço moderno e preparado para acolher todos os visitantes e satisfazer as necessidades das jogadoras profissionais: o COMplexo Desportivo do Monte Aventino. Na sua inauguração realizou-se uma inesquecível exibição com a participação da Anna Kournikova e da Sofia Prazeres, acompanhadas por Yannick Noah e Mansour Bahrami.

Depois em 2008 fez-se uma prova internacional feminina (Toyota Oporto Ladies Open), mas o Porto Open e o renascimento do Campeonatos Internacionaos de Portugal, começou em 1999.

Depois de 10 edições, de acordo com a ideia do projecto de este ser um torneio da cidade, a Câmara Municipal do Porto e a Associação de Ténis do Porto, decidiram propor ao CLube de Ténis do Porto a realização da edição de 2010 nas suas instalações, reavivando os momentos históricos do seu court central.

O Clube de Ténis do Porto recebeu o convite com grande satisfação e está muito empenhado em honrar a presença da grande prova internacional da cidade nas suas instalações.

O Porto Open – Campeonatos Internacionais de Portugal cumpre assim o seu desígnio de ser a grande prova do Porto, cidade que pode albergar a prova em diferentes sítios e partilhar a realização da prova mais de perto com os seus muitos Clubes e tenistas.

PORTO OPEN – Campeonatos Internacionais de Portugala prova internacional da cidade do Porto, inscrita na ITF (International Tennis Federation) pela Associação de Ténis do Porto, que organiza no Clube de Ténis do Porto, em parceria com da Porto Lazer, em e com o especial apoio do Município do Porto.
Contacto: 225 028 506
4050-227 - Porto
Rua Damião de Góis 405