Cristina Bucsa surpreende e está na final do Porto Open 2018

Cristina Bucsa surpreende e está na final do Porto Open 2018

A espanhola de 20 anos apurou-se através da fase de qualificação e vai enfrentar a principal favorita do quadro principal feminino de singulares

Nesta manhã de sábado ficaram definidas aquelas que serão as protagonistas do quadro feminino de singulares do Porto Open 2018, que distribui 25 mil dólares em prémios monetários pelos quadros femininos e igual montante para os masculinos.

A partir das 11h, no Clube de Ténis do Porto, aquele que é o palco desta 19ª edição do evento, tiveram início os confrontos das semifinais de singulares femininos, fase onde nenhuma das tenistas portuguesas conseguiu alcançar. No Court Central, perante uma plateia bem composta, a primeira cabeça-de-série do quadro, Jil Teichmann, da Suíça, enfrentava Olga Saez Larra, espanhola que ocupa a 263ª posição do ranking WTA.

Apesar de um início bastante equilibrado, que revelava a concentração e a boa preparação de parte a parte, a partir do 2-2 a tenista suiça pegou no jogo para não mais largar, triunfando no set por 6-2. No começo do segundo set, a espanhola parecia ter entregado o encontro. No entanto, e tal como acontece variadas vezes, isto pode revelar-se muito perigoso para o jogadora que está em vantagem. Teichmann, de apenas 21 anos, descontraiu demasiado e permitiu uma fugaz reacção por parte da adversária. Apesar de tudo, a qualidade técnica e a variedade de soluções do jogo da actual nº168 na hierarquia mundial permitiram-lhe dar a volta por cima e recuperar, vencendo também este set por 6-4.

Na outra meia-final, disputada no Court 1, Ylena In-Albon, outra suiça, enfrentava a jogadora sensação da prova: Cristina Bucsa, uma espanhola nascida na Moldávia. Tendo iniciado o seu percurso no qualifying, Bucsa foi passo-a-passo demarcando o seu lugar e mostrando ter argumentos para chegar longe. A verdade é que…chegou.

Depois de, ontem, ter eliminado Inês Murta, a portuguesa nº2 no ranking WTA, a espanhola de 20 anos “despachou” In-Albon, 305ª na hierarquia do ténis feminino, em apenas dois sets. Como? Da mesma forma que deixou para trás Murta, Montserrat Gonzalez (PAR), Melanie Stokke (NOR), Lea Tholey (FRA) e a portuguesa Sara Neto nesta competição: com inteligência e perspicácia. Tal como ontem afirmou em entrevista à organização do PO’18, ela “procura encontrar os pontos fracos das adversárias” e insiste até à exaustão. Os parciais finais do encontro entre Bucsa e Ylena In-Albon foram de 7-5 e 6-2.

Espera-se, portanto, uma final muito interessante. De um lado, a qualidade técnica e capacidade de lidar com a pressão, do outro, a inteligência táctica e leitura de jogo. E se Teichmann deve ser considerada favorita, Bucsa merece ser respeitada e aplaudida por tudo o que conseguiu até aqui. Relembre-se que ela até já foi feliz em Portugal, tendo vencido em Santarém ($15.000) o único troféu de singulares da sua jovem carreira.

A final feminina entre Jil Teichmann e Cristina Bucsa será, assim, disputada amanhã, a partir das 11h, no Court Central do Clube de Ténis do Porto, e terá transmissão em directo na página de Facebook do Porto Open. Para aqueles que desejam vibrar de perto com os derradeiros embates do evento, recorde-se que a entrada tem o custo de três (3) euros.

PORTO OPEN – Campeonatos Internacionais de Portugala prova internacional da cidade do Porto, inscrita na ITF (International Tennis Federation) pela Associação de Ténis do Porto, que organiza no Clube de Ténis do Porto, em parceria com da Porto Lazer, em e com o especial apoio do Município do Porto.
Contacto: 225 028 506
4050-227 - Porto
Rua Damião de Góis 405