Borges, Cação e Murta continuam imparáveis no Porto Open 2018

Borges, Cação e Murta continuam imparáveis no Porto Open 2018

Este foi um dia em cheio para os tenistas portugueses que ainda se mantêm em prova nos quadros de singulares do Porto Open 2018. O público portuense acedeu, mais uma vez, ao chamamento da maior montra de ténis internacional que, todos os anos, passa pela cidade, aproveitando a entrada livre para apoiar e vibrar com os representantes nacionais na competição.

O dia começou com uma exibição de alto calibre por parte de Nuno Borges. O jovem luso que tem deslumbrado nos Estados Unidos da América, onde tem conciliado os estudos académicos com o desporto universitário, enfrentou o qualifier australiano Socrates L. Tsoronis e, pelo de concentração e confiança, aplicou um duplo 6-1. Em menos de 50 minutos.

Amanhã, Borges enfrenta o quarto cabeça-de-série, Tobias Simon (GER), um autêntico portento no que ao serviço diz respeito.

De seguida, Tiago Cação e Francisco Cabral tinham um assunto por resolver: o encontro relativo à 1ª ronda que, ontem, foi interrompido ao final do dia. Este interregno parece ter ajudado Cação: ontem perdia por 6-3 e 3-1, hoje, apenas cedeu um ponto. Resultado? Reviravolta impressionante e passagem à ronda seguinte.

Já no Court Central, perante uma bancada bem composta e muito público a assistir a partir de casa, na transmissão em directo na rede social Facebook, Cação apenas precisou de pouco mais de uma hora para preparar o embate com Gabriel da Silva, qualifier brasileiro. Mais um encontro de um só sem sentido: Cação superiorizou-se perante o adversário e venceu por 6-3 e 6-1. Amanhã, Tiago Cação defronta Mate Valkusz por uma das vagas nas meias-finais.

Já Inês Murta, única lusa ainda em prova no quadro feminino de singulares, não se deixou intimidar pelo favoritismo da cabeça-de-série nº 2, Ipek Soylu, precisando apenas de dois sets e uma hora e meia de jogo para derrubar a turca pelos parciais de 6-2 e 6-4.

Nos quartos-de-final, Murta terá pela frente a surpreendente Cristina Bucsa, jogadora espanhola proveniente do qualifying e com um estilo de jogo muito regular.

O Porto Open 2018 distribui 50 mil euros em prémios monetários de forma igualitária pela prova masculina e pela feminina. Recorde-se que a entrada no Clube de Ténis do Porto ppara assistir aos jogos é totalmente gratuita!

PORTO OPEN – Campeonatos Internacionais de Portugala prova internacional da cidade do Porto, inscrita na ITF (International Tennis Federation) pela Associação de Ténis do Porto, que organiza no Clube de Ténis do Porto, em parceria com da Porto Lazer, em e com o especial apoio do Município do Porto.
Contacto: 225 028 506
4050-227 - Porto
Rua Damião de Góis 405